Localidade do artista

São Paulo

Taubaté - SP

Padeiro Oliveira

Em data incerta, por volta de 1898, nasce Sebastião de Oliveira. Reconhecido como um dos mais antigos ceramistas de Taubaté, cidade onde estabeleceu residência na juventude, adotou o apelido de "padeiro" por ter exercido essa atividade na adolescência. Modelava o barro com a esposa Anastácia, tendo produzido juntos um vasto repertório. Sem filhos, faleceu em Taubaté, em 1972, sem obter o reconhecimento merecido. Sua esposa Anastácia afastou-se dos trabalhos com o barro e hoje, aos 90 anos, vive com Ismênia, filha de sua irmã Idalina, ambas figureiras. Vários parentes mantêm a família ativa e unida na arte cerâmica.

OBRAS
  • Moçambique
  • Dança de São Gonçalo
  • Jongo